contato(@)valorgestao.com | (11) 4973-3236 | R. Guaxinduva 527 - Pq. Jaçatuba - Sto André/SP

banner noticias

Minha Casa Minha Vida deve ganhar faixa intermediária de renda, afirma Dilma

dilma pmcmv

Medida atenderia especialmente às famílias que vivem nas regiões metropolitanas, onde o preço dos imóveis é mais alto

 

O governo federal deve criar uma faixa intermediária de renda no Minha Casa Minha Vida para acelerar a construção de moradias nos grandes centros urbanos do país. Em discurso na abertura do Salão Internacional da Construção (Feicon Batimat), nesta terça-feira (10), a presidenta Dilma Rousseff afirmou que a medida estará entre as melhorias planejadas para a terceira etapa do programa.

“Como fizemos nas etapas anteriores, vamos aprimorar o Minha Casa Minha Vida criando a faixa um e meio. As habitações têm de ter o mesmo padrão, a mesma qualidade em todos os empreendimentos, independentemente da faixa [de renda dos beneficiados]”, afirmou.

A meta do Minha Casa Minha Vida 3 será construir 3 milhões de moradorias até 2018. Para alcançar o objetivo, a presidenta tem ressaltado que será necessário encarar um grande empecilho ao avanço do programa nas grandes cidades, que é o alto custo dos terrenos.

A criação de uma nova faixa de renda atenderia especialmente às famílias com renda entre R$ 1,5 mil e R$ 2,2 mil que vivem nas grandes cidades. Seria possível elevar os subsídios e fazer com que as prestações caibam no bolso deste público.   

Atualmente, o MCMV  tem três faixas. A primeira beneficia famílias com rendimento mensal até R$ 1,6 mil; a segunda, de R$ 1,6 mil a R$ 3,275 mil; e a terceira, entre R$ 3,275 mil e R$ 5 mil.

Quanto menor a renda, maior o subsídio. Para as famílias do primeiro grupo, o valor das parcelas do financiamento de 10 anos não pode ser inferior a R$ 25 nem comprometer mais do que 5% da renda mensal.

Ainda sobre as novidades da terceira etapa do programa, a presidenta afirmou que a aceleração das construções nas regiões metropolitanas deve exigir algumas adaptações, como a verticalização dos empreendimentos.

Maior evento do setor na América Latina, A Feicon Batimat deve reunir 120 mil visitantes até sábado (14) e movimentar R$ 500 milhões em negócios.​​

Fonte: Caixa Econômica Federal.

Perguntas respondidas |

Utilize nosso canal para esclarecer suas dúvidas ou fale com um consultor.

duvidas

Fale com o Consultor |

  contato(@)valorgestao.com
  (11) 4973-3236 / 4974-3084
  (11) 7865-3007
  Rua Guaxinduva, nº 527 - Pq Jaçatuba - Sto André - SPsepara

Temos 6 visitantes ... online

Finaciamento Imobiliário |

A caixa tem as melhores taxas para você conquistar o sonho da sua casa própria.

calcule